Frases célebres de grandes líderes…

Imagem

Anúncios

"Cãopanheiro"

Um jovem foi assassinado no Bairro Boqueirão, em Curitiba, seu grande amigo, chegou minutos depois e ficou ao seu lado até o final…

Vende-se tudo

No mural do colégio da minha filha encontrei um cartaz escrito por uma mãe, avisando que estava vendendo tudo o que ela tinha em casa, pois a família voltaria a morar nos Estados Unidos.
O cartaz dava o endereço do bazar e o horário de atendimento.
Uma outra mãe, ao meu lado, comentou:
– Que coisa triste ter que vender tudo que se tem.
– Não é não, respondi, já passei por isso e é uma lição de vida.
Morei uma época no Chile e, na hora de voltar ao Brasil, trouxe comigo apenas umas poucas gravuras, uns livros e uns tapetes.
O resto vendi tudo, e por tudo entenda-se: fogão, camas, louça, liquidificador, sala de jantar, aparelho de som, tudo o que compõe uma casa.
Como eu não conhecia muita gente na cidade, meu marido anunciou o bazar no seu local de trabalho e esperamos sentados que alguém aparecesse.
Sentados no chão. O sofá foi o primeiro que se foi.
Às vezes o interfone tocava às 11 da noite e era alguém que tinha ouvido comentar que ali estava se vendendo uma estante. Eu convidava para subir e em dez minutos negociávamos um belo desconto. Além disso, eu sempre dava um abridor de vinho ou um saleiro de brinde, e lá se iam meus móveis e minhas bugigangas.
Um troço maluco: estranhos entravam na minha casa e desfalcavam o meu lar, que a cada dia ficava mais nu, mais sem alma.
No penúltimo dia, ficamos só com o colchão no chão, a geladeira e a tevê.
No último, só com o colchão, que o zelador comprou e, compreensivo, topou esperar a gente ir embora antes de buscar. Ganhou de brinde os travesseiros..
Guardo esses últimos dias no Chile como o momento da minha vida em que aprendi a irrelevância de quase tudo o que é material.
Nunca mais me apeguei a nada que não tivesse valor afetivo.
Deixei de lado o zelo excessivo por coisas que foram feitas apenas para se usar, e não para se amar.
Hoje me desfaço com facilidade de objetos, enquanto que se torna cada vez mais difícil me afastar de pessoas que são ou foram importantes, não importa o tempo que estiveram presentes na minha vida…
Desejo para essa mulher que está vendendo suas coisas para voltar aos Estados Unidos a mesma emoção que tive na minha última noite no Chile.
Dormimos no mesmo colchão, eu, meu marido e minha filha, que na época tinha 2 anos de idade. As roupas já estavam guardadas nas malas. Fazia muito frio.
Ao acordarmos, uma vizinha simpática nos ofereceu o café da manhã, já que não tínhamos nem uma xícara em casa.
Fomos embora carregando apenas o que havíamos vivido, levando as emoções todas: nenhuma recordação foi vendida ou entregue como brinde. Não pagamos excesso de bagagem e chegamos aqui com outro tipo de leveza.

… só possuímos na vida o que dela pudermos levar ao partir.

==========
Fonte: Autor desconhecido

Um rato no voo

Um jovem piloto experimentava um monomotor muito frágil, uma daquelas sucatas usadas no tempo da Segunda Guerra, mas que bem conservado ainda tinha condições de voar…

Ao levantar voo, ouviu um ruído vindo de baixo de seu assento.Era um rato que roia uma das mangueiras do sistema hidráulico que dava sustentação ao avião para permanecer nas alturas.

Preocupado pensou em retornar ao aeroporto para se livrar de seu incômodo e perigoso passageiro, mas lembrou-se de que devido a altura o rato logo morreria sufocado por falta de oxigênio.

Então voou cada vez mais e mais alto e notou que acabaram os ruídos que estavam colocando em risco sua viagem, conseguindo assim realizar uma arrojada aventura ao redor do mundo que era seu grande sonho…

MORAL DA HISTÓRIA
Se alguém lhe ameaçar, VOE CADA VEZ MAIS ALTO…
Se alguém lhe criticar, VOE CADA VEZ MAIS ALTO…
Se alguém tentar lhe destruir por inveja e fofocas, VOE CADA VEZ MAIS ALTO…
E por fim, se alguém lhe cometer alguma injustiça, VOE CADA VEZ MAIS ALTO…
Sabe por quê? Os ameaçadores, críticos, invejosos e injustos são iguais aos ‘ratos’, não resistem às grandes alturas. Enquanto ele reclama, você cresce!
Pense nisso…

Guia de comandos do VI

O editor VI é uma mão na roda para quem trabalha com Unix/Linux.
Abaixo alguns comandos muito úteis:

Executando o vi:
$ vi arquivo

Uma vez carregado, poderão ser executados os seguintes comandos dentro do vi.

Comandos básicos:
* :wq – Salva o arquivo e sai do editor
* :w nome_do_arquivo – Salva o arquivo corrente com o nome especificado
* :w! nome_do_arquivo – Salva o arquivo corrente no arquivo especificado
* :q – Sai do editor
* :q! – Sai do editor sem salvar as alterações realizadas

Comandos de inserção:
* i – Insere texto antes do cursor
* a – Insere texto depois do cursor
* r – Insere texto no início da linha onde se encontra o cursor
* A – Insere texto no final da linha onde se encontra o cursor
* o – Adiciona linha abaixo da linha atual
* O – Adiciona linha acima da linha atual

Comandos de movimentação:
* Ctrl+f – Move o cursor para a próxima tela
* Ctrl+b – Move o cursor para a tela anterior
* H – Move o cursor para a primeira linha da tela
* M – Move o cursor para o meio da tela
* L – Move o cursor para a última linha da tela
* h – Move o cursor um caractere a esquerda
* j – Move o cursor para a próxima linha
* k – Move o cursor para linha anterior
* l – Move o cursor um caractere a direita
* w – Move o cursor para o início da próxima palavra (Ignora a pontuação)
* W – Move o cursor para o início da próxima palavra (Não ignora a pontuação)
* b – Move o cursor para o início da palavra anterior (Ignora a pontuação)
* B – Move o cursor para o início da palavra anterior (Não ignora a pontuação)
* 0 – Move o cursor para o início da linha atual
* ^ – Move o cursor para o primeiro caractere não branco da linha atual
* $ – Move o cursor para o final da linha atual
* nG – Move o cursor para a linha n
* G – Move o cursor para a última linha do arquivo

Comandos de busca:
* /palavra – Busca pela palavra ou caractere em todo o texto
* ?palavra – Move o cursor para a ocorrência anterior da palavra
* n – Repete o último comando / ou ?
* N – Repete o último comando / ou ? , na direção reversa
* Ctrl+g – Mostra o nome do arquivo, o número da linha corrente e o total de linhas

Comandos de substituição e deleção:
* x – Deleta o caractere que esta sob o cursor
* dw – Deleta a palavra, da posição atual do cursor ate o final
* dd – Deleta a linha atual
* D – Deleta a linha a partir da posição atual do cursor ate o final
* rx – Substitui o caractere sob o cursor pelo especificado em x(é opcional indicar o caractere)
* Rx – Substitui a palavra sob o cursor pela palavra indicada em x
* u – Desfaz a última modificação
* U – Desfaz todas as modificações feitas na linha atual
* J – Une a linha corrente a próxima
* s:/Linux/Unix – Substitui a primeira ocorrência de “Linux” por “Unix”
* s:/Linux/Unix/g – Substitui a ocorrência de “Linux” por “Unix” em todo arquivo

==========
Fonte:Viva o Linux