Oi anuncia fim da cobrança de multa em caso de recisão em planos pós-pagos

A decisão vale tanto para contratos novos quanto para os antigos e serve tanto para cancelamento do vínculo com a operadora quanto para mudanças de planos antes do vencimento do contrato.
A ideia da Oi é se antecipar ao início do serviço de portabilidade numérica, que até março chegará a todo o território brasileiro, dando, assim, mais liberdade para que o consumidor possa escolher sua prestadora de serviços.
De acordo com o comunicado da empresa, “a Oi entende que, com o fim do bloqueio de aparelhos, a portabilidade numérica e a extinção da multa, o usuário tem mais liberdade para escolher a melhor prestadora de serviços. Com isso, a companhia reforça seu compromisso de desenvolver ofertas cada vez mais vantajosas para seus clientes. As principais redes de varejo do País já assimilaram o novo cenário e vendem aparelhos não bloqueados. Desde que adotou esta estratégia, a Oi tem focado ainda mais no seu negócio, que é a oferta de serviços diferenciados e convergentes de comunicação”.
Diz ainda o comunicado: “A Oi acredita que a portabilidade numérica é uma oportunidade para a empresa e um benefício para os clientes. A companhia tem como estratégia oferecer maior liberdade de escolha para clientes. Por isso, a companhia defende a portabilidade de verdade, que consiste na portabilidade numérica e em aparelhos desbloqueados para que o consumidor possa ter liberdade total de escolha da operadora. Reforçando este conceito, a empresa permite que o cliente experimente o serviço com a opção de mudar de plano e até mesmo fazer o cancelamento, sem multa. O cliente traz o número com o aparelho (desbloqueado) e tem a liberdade de escolher, a qualquer momento, o melhor plano para o seu perfil ou mudar de operadora quando quiser”.

==========
Fonte: O Globo

Anúncios

Western Digital lança o primeiro HD com 2 TB

A Western Digital lançou o primeiro HD interno da indústria com 2 TB de capacidade.
Lançado nos EUA, o Caviar Green com 2TB e 3.5″ possui buffer de 32 MB e é baseado na tecnologia que utiliza pratos com 500GB em cada um (com densidade de área de 400Gb/in²).
O Caviar Green possui interface SATA 3Gb/s, NCQ e já está disponível por US$ 299.

==========
Fonte: Baboo

E a história se repete

Sinceramente está enchendo o saco toda hora ver o mesmo contéudo nas notícias diárias.
Ontem um menino morreu eletrocutado ao brincar próximo de um parque em Padre Miguel.
A história por si só é triste, afinal o menino estava soltando pipa e por algum motivo encostou perto de um brinquedo e levou o choque.
O repeteco vem em seguida: O parque não tinha autorização para estar ali (atualmente mais de 10 somente na Zona Oeste estão nessa situação) e se não tinha autorização, porque estava? Será que nem a prefeitura nem o Governo estadual sabem o que ocorre no seu próprio município? Seria complicado cobrar de pais que vistoriem um ambiente público, afim de saber se ele está legal ou não. Se ele tem condições técnicas para estar ali ou não. Se ele tem alguma aprovação de um responsável técnico… Isso cabe ao poder público e não aos cidadãos! É por isso que de tempos em tempos elegemos vereadores, deputados, prefeitos, governadores… E a parte deles não é feita, e para falar a verdade nós não fazemos a nossa, já que eles conseguem se eleger…
É… Pensando bem, acho que a culpa não é do poder público não…

Gravando filmes de alta definição em DVD9

Eu já senti na pele, o que é querer pesquisar algo na Internet e ter que ralar algum tempo no Google para ver se acha algo que valha…
Uma das minhas últimas incursões ao Google era buscar alguns programas que resolvessem meu problema: Gravar alguns filmes de formato .mkv (Matroska Video) em qualidade de DVD.
Ocorre que, basicamente, o Matroska project pode ser definido como um container de Audio/Video que não compacta seu conteúdo como o DVIX, XVID, MP3 e afins, então um .mkv não perde a qualidade do original, porém para se jogar em um DVD, ele irá reduzir a qualidade ao formato de DVD (o que já está muito bom).
O problema no uso de .mkv é o espaço ocupado por ele. Um filme pode ter 7Gb ou 9Gb, então para você assistir em uma TV, por exemplo, ou converte para DVD com o ConvertXToDVD ou então usa algum media player que permita executá-lo sem gravar mídia (tenho usado esse método com frequenência.
Outro ponto é que alguns sites disponibilizam um vídeo no formato .mkv porém as vezes você precise adicionar um legenda a mais e isso deve ser feito através de algum programa.

Programas:
Para se editar um conteiner Matroska, pode usar o mkvtoolnix. O programa é simples de se usar, bastando adicionar o conteiner de audio/video e depois adicionar o arquivo de legenda e gerar um novo conteiner ou substituir o antigo (não é indicado para quem está começando agora).

Por fim, surgia um problema: Você estava lá com o seu conteiner de 7,5Gb impecável mas, como gravar? Nem o Nero, nem outros queimadores reconhece o formato .mkv.
Porém, o ConvertXToDVD resolve esse problema! Ele converte qualquer formato em DVD e te permite montar totalmente o DVD a ser gravado!
Segue o tutorial do ConvertXtoDVD no DVD-Guides.
Espero que ajudem! Boa sorte e lembrando que os programas de conversão e gravação exigem um pouco do processador da máquina… :-D

Campus Party 2009

Retornei ainda agora de São Paulo, onde passei o dia todo frequentando a Campus Party 2009.
Da Globo.com nesta sexta, fomos: Eu, Will, Galvani e Okama.
Não posso falar sobre o sentimento geral, porém da minha parte, achei que os organizadores acertaram em alguns pontos e erraram em outros. Vamos aos comentários.
A campus Party deste ano ficou localizada no Centro de exposição Imigrantes, localizado a alguns quilômetros do Aeroporto de Congonhas e com uma boa estrutura física.
A segurança dos pertences dos campuseiros foi muito boa, já que tinham seguranças em cada entrada e saída da área de camping e da Zona Arena com revista, evitando que alguém pudesse “retirar” algum equipamento alheio.
No geral o evento agradou, e muito, a quem foi buscar games e um link “violento” de 10Gbps da Speedy.
Quem foi buscar palestras e debates encontrou alguns muito bons.
Eu assisti a uma palestra sobre OpenSolaris e Segurança na Internet e um debate sobre o projeto de Lei Azeredo, este último foi o mais acalorado de todos, já que mexe com 99,99% dos participantes do evento.

Porém um dos pontos negativos do evento, foi a forma como os eventos eram apresentados: não existia nenhum painel central informando quais eventos estavam ocorrendo e onde. Outro ponto de falha era o som de um evento atrapalhando o outro, já que alguns eram muito próximos uns dos outros. Foi o caso do workshop sobre Ruby on Rails, que desisti de assistir porque o palestrante falava baixo demais e no evento do lado estava um som alto demais.
Em conversa com algumas pessoas como o Will, que acompanhou o FISL do ano passado, também se mostraram um pouco desapontados com a organização na parte desses debates.
É claro que não tenho como dar uma opinião mais ampla, já que só fui um dia e podemos ter dado um azar de cair em um dia “mais fraco”, ou então eu fui com uma idéia um pouco diferente do que iria encontrar… however.

Por fim, as pessoas que foram buscar um momento de troca de idéias através de games, se deram bem, já que podiam contar com um link muito bom e espaço e ainda com algumas empresas que trouxeram seu brinquedos como:


Um Guitar Hero


Simuladores de Voo