Propagandas nas revistas brasileiras

Hoje de manhã estava conversando com Soraya sobre o absurdo que tem se tornado algumas revistas brasileiras, como a Revista Época, que assino.
Já não é de hoje que a propaganda reina nesse tipo de mídia, porém a coisa tem ficado mais descontrolada. Se antigamente a renda vinha dos anúncios e também da venda da revista (essencial para que a publicidade funcione…), hoje tenho a impressão que o olho dos donos de revista, cresceu mais do que a cara e tenho visto mais publicidade do que matéria propriamente dita.
Hoje tive o trabalho de contar que, na revista Época dessa semana, de 162 páginas, mais da metade era só publicidade (e olha que descontei os informes publicitários e os anúncios de meia página, só contabilizando os de página toda).
Ora, deixa eu ver se entendi a revista custa na banca R$8,40 por edição (eu pago menos por ser assinante) é caro, não é? E se eu levar em conta que metade do que estou pagando é inútil (pelo menos para mim), fico pensando se vale a pena realmente adquirir esse tipo de produto.
Alguns podem dizer que hoje em dia é inútil assinar uma revista ou um jornal com a avalanche de notícias que adentram pelo computador, mas eu não acredito realmente que esse tipo de mídia vá morrer da noite para o dia, e nem deve!
Bom, de qualquer forma, estou escrevendo um e-mail para a editora para reclamar e informar a eles que provavelmente não continuarei assinante da editora. Ainda não decidi, mas pressionar nunca fez mal a ninguém. Quero ver que resposta irão me dar…

Anúncios

Uma resposta em “Propagandas nas revistas brasileiras

  1. Não concordo contigo Arouca. Estou do outro lado hoje, sou praticamente um publicitário (eca!!!), do lado da mídia e dos anunciantes.

    Você não paga pelo papel, pela quantidade de páginas. Você paga pelo conteúdo. É nele que você deve focar suas críticas. Há muito tempo a proporção entre receita de assinantes e receita publicitária pende mais para o lado da publicidade. Lembro de meu primeiro período na faculdade e que fiz num trabalho a mesma contagem.

    A propaganda que intermeia o conteúdo pode até ser incômoda (a revista fica mais pesada) mas, se bem feita, pode ser bastante informativa. É o caso das propagandas diferenciadas, com encartes que, não raro, abrimos mesmo, para ver o novo lançamento daquele carrão que nunca vamos ter dinheiro de comprar mas é interessante ver as características, ou coisas assim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s