Mulher e amante terão que dividir pensão do INSS

Eitaaaa… Essa justiça brasileira…

:)
———

RIO – Em uma decisão inédita – e unânime – o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul reconheceu uma união estável paralela ao casamento. A notícia foi publicada nesta quarta-feira, na coluna de Berenice Seara, do jornal “Extra”. Casado há mais de 30 anos, um homem teve outro relacionamento durante 16 anos. Após sua morte, a amante pediu na Justiça a pensão do INSS. E ganhou.
Segundo noticiou a coluna, com a decisão, as duas mulheres vão dividir o benefício e a segunda terá direito a 25% da pensão, em relação ao patrimônio adquirido nos 16 anos de relação. Os outros 25% ficam com a esposa. O relator do processo entendeu que a longa duração dos relacionamentos é “…a prova cabal de que uma pessoa pode ter duas famílias e manter uma união estável paralela ao casamento…”. O homem tinha dois filhos com a mulher e duas filhas com a “outra”.

Anúncios

2 respostas em “Mulher e amante terão que dividir pensão do INSS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s