All posts by arouca

[Humor] Confissão de um estagiário…

Fui demitido. Justa causa.

Como estagiário, aprendi milhões de coisas e fui muito bem sucedido nas minhas funções. Juro que não entendo o porquê de me demitirem…
Eu tinha várias funções que fazia com excelência, entre elas:

1. Tirar xerox. 3.1 segundos por página.
2. Passar café.
3. Comprar cigarro e pão. 1 minuto e 27 segundos. Ida e volta.
4. Fazer jogos na Mega-Sena, Dupla-Sena, Lotofácil, Loteria Esportiva…

Eu era muito bom. Mesmo. Fazia tudo certinho, até que peguei uma certa confiança com o pessoal e resolvi fazer uma brincadeirinha inocente.

É impressionante o nível de stress em um ambiente de trabalho.
Quis dar uma amenizada na galera, deixar o povo feliz e fui recompensado com uma bela de uma demissão por justa causa. Puta sacanagem!

Vou contar toda minha rotina desse dia catastrófico.

Era quinta-feira, 26 de março, quando cheguei ao trabalho.

Nesse dia, passei na padaria no meio do caminho. Demonstrando muita proatividade, comprei pão e 3 Marlboro. Já queria ter na mão sem nem mesmo me pedirem. Quando abri a agência (sim, me deixam com a chave porque o pessoal só começa a chegar lá pelas 11h), já vi uma montanha de folhas para eu xerocar na minha mesa. Xeroquei tudo, fiz café e deixei tudo nos trinques (minha mãe que usa essa gíria rs).
Como tinha saído um pouco mais cedo no outro dia, deixaram um recado na minha mesa: “pegar o resultado da mega-sena na lotérica”.
Como tinha adiantado tudo, fui buscar o resultado. No meio do caminho, tive a ideia mais genial da minha vida e, consequentemente, a mais estúpida.

Peguei o resultado do jogo: 01/12/14/16/37/45. E o que fiz?
Malandro que sou, peguei uns trocados e fiz uma aposta igual a essa. Joguei nos mesmos números, porque, na minha cabeça claro, minha brilhante ideia renderia boas risadas. Levei os 2 papeizinhos (o resultado do sorteio e minha aposta) para a agência novamente.
Ainda ninguém tinha dado as caras. Como sabia onde o pessoal guardava os papeis das apostas, coloquei o jogo que fiz no meio do bolinho e deixei o papel do resultado à parte.

O pessoal foi chegando e quase ninguém deu bola pros jogos. Da minha mesa, eu ficava observando tudo, até que um cara, o Daniel, começou a conferir.
Como eu realmente queria deixar o cara feliz, coloquei a aposta que fiz naquele dia por último do bolinho, que deveria ter umas 40 apostas.
Coitado, a cada volante que ele passava, eu notava a cara de desolação dele. Foi quando ele chegou ao último papel.
Já quase dormindo em cima do papel,vi ele riscando 1, 2, 3, 4, 5, 6 números. Ele deu um pulo e conferiu de novo.
Esfregou os olhos e conferiu de novo, hahahaha. Tava ridículo, mas eu tava me divertindo.
Deu um toque no cara do lado, o Rogério, pra conferir também.
Ele olhou, conferiu e gritou:
-“PUTA QUE PARRRRRRRRIUUUUUUUUUU, TAMO RICO, PORRA”. Subiu na mesa, abaixou as calças e começou a fazer girocóptero com o pau.

Óbvio que isso gerou um burburinho em toda a agência e todo mundo veio ver o que estava acontecendo.
Uns 20 caras faziam esse esquema de apostar conjuntamente. 8 deles, logo que souberam, não hesitaram: correram para o chefe e mandaram ele tomar bem no olho do cu e enfiar todas as planilhas do Excel na arrombada da mulher dele.
No meu canto, eu ria que nem um filho da puta. Todos parabenizando os ganhadores (leia-se: falsidade reinando, quero um pouco do seu dinheiro), com uns correndo pelados pela agência e outros sendo levados pela ambulância para o hospital devido às fortes dores no coração que sentiram com a notícia.

Como eu não conseguia parar de rir, uma vaquinha veio perguntar do que eu ria tanto. Eu disse:
-“puta merda, esse jogo que ele conferiu eu fiz hoje de manhã.
A vaca me fuzilou com os olhos e gritou que nem uma putalouca:
-“PAREEEEEEEEEEM TUDO, ESSE JOGO FOI UMA MENTIRA.UMA BRINCADEIRA DE MAU GOSTO DO ESTAGIÁÁÁÁÁÁÁRIO”
Todos realmente pararam olhando pra ela. Alguns com cara de “quê?” e outros com cara de “ela tá brincando”.
O cara que tava no bilhete na mão, cujo nome desconheço, olhou o papel e viu que a data do jogo era de 27/03.
O silêncio tava absurdo e só eu continuava rindo. Ele só disse bem baixo:
– É…é de hoje.
Nesse momento, parei de rir, porque as expressões de felicidade mudaram para expressões de ‘vou te matar’.
Corri… corri tanto que nem quando eu estive com a maior caganeira do mundo eu consegui chegar tão rápido ao banheiro.
Me tranquei por lá ao som de “estagiário filho da puta”, “vou te matar” e “vou comer teu cu aqui mesmo”. Essa última foi do peladão !

Eu realmente tinha conseguido o feito de deixar aquelas pessoas com corações vazios, cheios de nada, se sentirem feliz uma vez na vida.
Deveriam me dar uma medalha por eu conseguir aquele feito inédito. Mas não… só tentaram me linxar e colocaram um carimbo gigante na minha carteira de trabalho de demissão por justa causa. Belos companheiros!

Pelo menos levei mais 8 neguinho comigo ! Quem manda serem mal educados com o chefe. Eu não tive culpa alguma na demissão deles.
Pena que agora eles me juraram de morte…agora tô rindo de nervoso.
Falei aqui em casa que fui demitido por corte de verba (consegui justificar dizendo que mandaram mais 8 embora, rs) e que as ligações que tenho recebido são meus amigos da faculdade passando trote.
Eu supero isso vivão e vivendo, tenho certeza.

É, amigos, descobri com isso que não se pode brincar em serviço mesmo…

Guia de comandos Linux para iniciantes

Abra um shell e divirta-se!
🙂

Onde digitar os comandos, login e logout da shell, comandos de ajuda e referências.

1. dmesg – Mensagens de inicialização
2. id – Mostra o usuário atual
3. man – Ajuda sobre algum comando, assunto ou arquivo de configuração
4. info – Ajuda sobre algum comando, assunto ou arquivo de configuração

Comandos para Manipulação de Arquivos

Um tutorial sobre vários dos comandos necessários para lidar com arquivos e diretórios no Linux.

1. pwd – Exibe o diretório atual
2. cd – Navegando entre diretórios
3. ls – Listar arquivos
4. mkdir – Cria um diretório
5. rmdir – Remove um diretório vazio
6. cp – Cópia de arquivos e diretórios
7. mv – Move ou renomeia arquivos e diretórios
8. rm – Remove arquivos e diretórios
9. find – Procura arquivos
10. ln – Cria links entre arquivos
11. cat – Exibe o conteúdo de um arquivo
12. head, tail – Mostra o começo e fim de um arquivo
13. file – Indica o tipo de arquivo
14. touch – Muda timestamps

Compactação e Descompactação

Mostra os formatos básicos de arquivos compactados e como lidar com eles no Linux.

1. tar – Agrupando arquivos
2. gzip, bzip2 – Compactando arquivos
3. zip, rar – Outros formatos de arquivos compactados

Comandos de Tratamento de Texto

Os comandos para tratar do conteúdo dos arquivos. Procurar, substituir, juntar, cortar…

1. sort – Ordena um arquivo alfabeticamente
2. uniq – Elimina linhas repetidas
3. grep – Procura texto e expressões dentro de um arquivo
4. paste – Combina arquivos em um só
5. cut – Separa um arquivo por campos e imprime apenas partes especificadas
6. tr – Transforma caracteres
7. sed – Filtragem e Transformação de Conteúdo

Permissões

Além de mostrar como funcionam as permissões dos arquivos no Linux, ensina a utilizar os comandos que tratam das permissões.

1. chown – Modifica os donos de arquivos e diretórios
2. chmod – Modifica as permissões dos arquivos e diretórios
3. umask – Visualiza e muda a máscara padrão de permissões

Processos

Como funciona a execução dos programas no Linux e como tratá-los.

1. ps – Listar processos
2. top – Lista processos em tempo real
3. pstree – Mostra processos em forma de árvore hierárquica
4. kill, killall – Envia um sinal ao processo (MATA!)

Comandos de Informações do Sistema

1. date – Mostra a data e hora do sistema
2. cal – Mostra um calendário amigável
3. df – Mostra informações de espaço em disco
4. du – Mostra espaço em disco usado por diretórios
5. fdisk, sfdisk – Informações sobre partições
6. hdparm – Informações detalhadas sobre HDs
7. free – Informações sobre memória
8. swapon – Informações sobre memória virtual (swap)
9. cat /proc/cpuinfo – Informações sobre o processador
10. uname – Informações de versão do kernel, arquitetura e outros
11. lspci – Mostra informações sobre dispositivos PCI
12. lsusb – Mostra informações sobre dispositivos USB

DPKG – Debian Package Manager

Como lidar com os pacotes de programas que encontramos por aí na Internet, ou nos CDs das distribuições Linux? Quais os processos para instalar, remover e atualizar programas que estão no formato DPKG?

1. dpkg -i – Instala pacotes
2. dpkg -r – Desinstala pacotes
3. dpkg -l – Lista pacotes instalados
4. dpkg -p – Mostra informações sobre um pacote
5. dpkg -L – Lista os arquivos instalados de um pacote

RPM – RPM Package Manager

1. rpm -i – Instala pacotes
2. rpm -U – Atualiza pacotes
3. rpm -e – Remove pacotes
4. rpm -q – Consulta um pacote
5. rpm -qa – Lista todos os pacotes instalados
6. rpm -qi – Mostra informações sobre um pacote
7. rpm -ql – Lista os arquivos instalados de um pacote
8. rpm -V – Faz uma verificação de integridade em pacotes

Gerenciador de pacotes: apt

Utilizado em distribuições Debian, Ubuntu e seus derivados para instalar e remover programas.

1. apt-get update – Atualiza a lista de pacotes dos repositórios
2. apt-cache search – Procura um pacote por palavras
3. apt-get install – Instala pacotes de programas
4. apt-get remove – Remove pacotes de programas do sistema
5. apt-get upgrade – Atualiza todos os pacotes do sistema
6. apt-get dist-upgrade – Atualiza a versão da distribuição e todos seus pacotes
7. apt-get moo – Invoca os poderes da vaca

Gerenciador de pacotes: yum

Utilizado em distribuições Fedora, Red Hat e seus derivados para instalar e remover programas.

1. yum search – Procura um pacote por palavras
2. yum install – Instala pacotes de programas
3. yum remove – Remove pacotes de programas do sistema
4. yum update – Atualiza os pacotes do sistema
5. yum check-update – Verifica se há atualizações de pacotes disponíveis
6. yum list – Lista todos os pacotes instalados e disponíveis no repositório
7. yum list available – Lista os pacotes disponíveis para instalação
8. yum grouplist – Lista os grupos de pacotes instalados e disponíveis no repositório
9. yum groupinstall – Instala grupos de pacotes
10. yum groupremove – Remove grupos de pacotes do sistema

==========
Fonte: Under-Linux

Consertando o ^M em shell script

Uma boa dica para remover caracteres inválidos que aparecem no arquivo que foi lido/salvo em DOS/Windows e agora está sendo lido em Linux/Unix:

Antes, um pouco de história:
Para quem é dos tempos da máquina de escrever, para mudar de linha precisávamos trocar de linha (line feed) e posicionar o rolo da máquina na primeira posição (carriage return).
Em sistemas Unix, não existe o CR (carriage return), apenas a mudança de linha (LF ou Line Feed). Por esta razão, um arquivo do Unix lido em uma máquina DOS/Windows, é algo do tipo:

abcde
abcde
abcde
abcde

Ou seja, o carro não vai para a primeira posição da linha.
Da mesma forma, um arquivo gerado no windows e lido em alguma máquina *nix, fica como:

abcde^M
abcde^M
abcde^M
abcde^M

Fica um caractere estranho no final (o tal do CR e LF).

Para instalar um conversor de formatos “unix to dos” e vice-versa:
$ apt-get install tofrodos

Teremos os binários todos, unix2dos e dos2unix.

Utilizando os binários:

Unix para DOS
unix2dos arquivo.txt

DOS para Unix
dos2unix arquivo.txt

O comando todos converte para o formato de sistemas DOS/Windows.

==========
Fonte: Dicas-l

[Reflexão] Pegadas na areia

Uma noite eu tive um sonho…

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor e através do céu, passavam cenas da minha vida.

Para cada cena que passava, percebi que eram deixados dois pares de pegadas na areia: um era meu e o outro era do Senhor.

Quando a última cena passou diante de nós, olhei para trás, para as pegadas na areia e notei que muitas vezes, no caminho da minha vida, havia apenas um par de pegadas na areia.

Notei também que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiosos do meu viver. Isso me aborreceu deveras e perguntei então ao Senhor:

– Senhor, Tu me disseste que, uma vez que resolvi te seguir, Tu andarias sempre comigo, em todo o caminho. Contudo, notei que durante as maiores atribulações do meu viver, havia apenas um par de pegadas na areia. Não compreendo porque nas horas em que eu mais necessitava de Ti, Tu me deixaste sozinho.

O Senhor me respondeu:

– Meu querido filho. Jamais eu te deixaria nas horas de provas e de sofrimento. Quando viste, na areia, apenas um par de pegadas, eram as minhas. Foi exatamente aí que eu te carreguei nos braços.

[Reflexão] Vamos tomar um café!

Um professor, diante de sua classe de filosofia, sem dizer uma só palavra pegou um pote de vidro, grande e vazio, e começou a enchê-lo com bolas de golf… Em seguida, perguntou aos seus alunos se o frasco estava cheio e, imediatamente, todos disseram que sim.

O professor então, pegou uma caixa de bolas de gude e a esvaziou dentro do pote. As bolas de gude encheram todos os vazios entre as bolas de golf. O professor voltou a perguntar se o frasco estava cheio e voltou a ouvir de seus alunos que sim.

Em seguida, pegou uma caixa de areia e a esvaziou dentro do pote. A areia preencheu os espaços vazios que ainda restavam e ele perguntou novamente aos alunos, que responderam que o pote agora estava cheio.

O professor pegou um copo de café (líquido) e o derramou sobre o pote umedecendo a areia.
Os estudantes riam da situação, quando o professor falou:”Quero que entendam que o pote de vidro representa nossas vidas.

As bolas de golf são os elementos mais importantes, como Deus, a família e os amigos. São com as quais nossas vidas estariam cheias e repletas de felicidade. As bolas de gude são as outras coisas que importam:o trabalho, a casa bonita, o carro novo, etc.

A areia representa todos as pequenas coisas. Mas, se tivéssemos colocado a areia em primeiro lugar no frasco, não haveria espaço para as bolas de golf e para as de gude.

O mesmo ocorre em nossas vidas. Se gastarmos todo nosso tempo e energia com as pequenas coisas nunca teremos lugar para as coisas realmente importantes. Prestem atenção nas coisas que são primordiais para a sua felicidade. Brinquem com seus filhos, saiam para se divertir com a família e com os amigos, dediquem um pouco de tempo a vocês mesmos, busquem a Deus e creiam nele, busquem o conhecimento, estudem, pratiquem seu esporte favorito …Sempre haverá tempo para as outras coisas, mas ocupem-se das bolas de golf em primeiro lugar. O resto é apenas areia.”

Um aluno se levantou e perguntou o que representava o café. O professor respondeu: “que bom que me fizestes esta pergunta, pois o café serve apenas para demonstrar que não importa quão ocupada esteja nossa vida, sempre haverá lugar para tomar um café com um amigo.”